As quatro sentenças para Lula em 2018 são uma notícia terrível para narrativa petista anti-Moro

0
863

O Estadão lembra que “embora um dos principais obstáculos para disputar as eleições presidenciais do próximo ano seja uma possível condenação em segunda instância no processo do tríplex do Guarujá, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ainda enfrentará outras batalhas jurídicas até outubro de 2018”.

Segundo apuração do jornal, Lula será sentenciado, até as eleições, nas quatro ações penais sob tutela dos juízes Vallisney de Souza Oliveira e Ricardo Leite, respectivamente titular e substituto da 10ª Vara Federal em Brasília, especializada em lavagem de dinheiro e onde tramitam os processos relacionados às operações Lava Jato e Zelotes.

Claro que uma ou outra sentença pode absolvê-lo, mas as provas envolvendo Lula são volumosas. A primeira sentença em um caso envolvendo Lula na Justiça em Brasília pode sair ainda em 2017, e as outras três devem ser pronunciadas entre março e agosto.

A notícia é péssima para os petistas, que tem feito todo esforço do mundo para antagonizar com Sergio Moro. Mas as sentenças agora aparecem de vários lugares. Por exemplo,  sentença de segunda instância do TRF-4 virá de 3 desembargadores. Já as demais sentenças aqui mencionadas partem de outros juízes além de Moro.

Isso significa que a narrativa anti-Moro perde sentido. Para a polarização que é parte fundamental do discurso petista dos últimos meses, isso é quase uma tragédia para os correligionários de Lula. E uma boa notícia para o Brasil.