Com atraso, Temer discute uso de Forças Armadas no Rio

0
232

Após o governador Pezão, do Rio, ter praticamente se declarado incapaz de lidar com a situação de extrema violência na capital carioca, o presidente Michel Temer se reuniu com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, e também com o general Eduardo Villas Bôas. A ideia é tratar de uma intervenção federal no estado para tentar dar conta da situação de calamidade.

Claro que isso é algo óbvio a ser feito, mas já está tarde. Temer está no poder como presidente há quase dois anos, e na época em que assumiu já estava clara a situação. Evidentemente o Rio chegou a um estágio no qual não tem mais volta. A tendência, aliás, é piorar.

De qualquer forma a notícia é positiva. Quando ocorreram as Olimpíadas, devido ao policiamento ostensivo e ao uso da Força Nacional, a onda de crimes não chegou nem perto de ser o que foi neste Carnaval. Agora é torcer para que o povo do Rio receba alguma ajuda, já que se depender da competência da estado ele simplesmente não terá a menor chance.