Crivella manda a real ao dizer que Carnaval não precisa de dinheiro público

0
727

De acordo com a Band, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, voltou a dar argumentos contra o repasse de verba pública para o Carnaval. Neste domingo, em visita ao palco dos shows no réveillon em Copacabana, ele comparou os desfiles e a festa de Ano Novo na praia ao Rock in Rio para defender os cortes.

“Nosso carnaval, como o nosso Rock in Rio, não precisa de dinheiro público. O Rock in Rio sobrevive sozinho e o nosso carnaval vai sobreviver sozinho também. Teremos um carnaval espetacular no próximo ano com mais verba privada do que pública. E o réveillon também”, disse.

Dados da prefeitura mostram que o investimento na festa de réveillon foi de R$ 25 milhões, sendo 82% captado pela iniciativa privada.

Em entrevista ao Setor 1 no último dia 13 de dezembro, o presidente da Riotur, Marcelo Alves, disse que não havia previsão de mais cortes para 2019, mas fez uma declaração em tom de alerta: “entendemos que, pela grandiosidade desses espetáculos (desfiles), eles precisam ser autossustentáveis”.

Em junho deste ano, Crivella deixou muita gente surtada após cortar pela metade a verba de subvenção para as escolas de samba do Grupo Especial – de R$ 2 milhões para R$ 1 milhão. Deste montante, R$ 900 mil foram pagos às 13 agremiações no início de dezembro.

O Ministério da Cultura chegou a anunciar o repasse de R$ 8 milhões, via Caixa Econômica Federal. Felizmente, a pasta cancelou a verba alegando descumprimento do prazo para entrega do projeto por parte da Liesa, liga das escolas do Grupo Especial do Rio.

A Série A (divisão de acesso) também teve cortes: as 13 escolas devem receber R$ 6 milhões para serem divididos entre elas.

Neste ponto, Crivella acertou em cheio. É hora de acabar com essa farra.