Deputados pedem o óbvio: direito para os policiais atirarem em bandidos armados

0
495

A bancada da legítima defesa, chamada pejorativamente de bancada da bala, quer mudanças na lei sobre enfrentamento armado entre agentes da lei e criminosos. Organizações de direitos dos manos têm feito críticas à ideia.

Segundo a Veja, projetos de lei foram apresentados para fazer a alteração. Os textos consideram “ameaça iminente o porte ilegal e ostensivo de armas longas, como fuzis e metralhadoras”.

“O presente projeto de lei cria a presunção de legítima defesa, inclusive a defesa de terceiros, ou legítima defesa social, quando os agentes de segurança pública neutralizarem quem estiver portando ilegal ou ostensivamente armas longas, como fuzis ou metralhadoras”, justifica uma das propostas, completando que “em face do estado de degradação da segurança pública em todo o território nacional e o verdadeiro arsenal de guerra em poder das organizações criminosas que assombram e aterrorizam o país, a alteração legislativa que propomos é urgente e necessária”.

A ideia é óbvia, pois não há como enfrentar pessoas violentas e armadas sem violência.