Filme contará trajetória de Marielle, mas o que importa é: vai ter ou não Lei Rouanet no projeto?

0
188

Segundo o Correio Braziliense, a produtora Paula Barreto decidiu levar aos cinemas a história da vereadora Marielle Franco, assassinada na semana passada no Rio de Janeiro junto ao motorista Anderson Gomes.

“Ainda sem título ou previsão de lançamento, o filme irá acompanhar a trajetória da jovem nascida na favela que se tornou a quinta vereadora mais votada no Rio de Janeiro e, postumamente, símbolo instantâneo da luta por direitos sociais efetivos de minorias.”

Pois bem.

O cadáver ainda nem esfriou direito, mas os abutres não param de surgir. Primeiro o partido e os aliados, agora a classe “artística” quer ganhar dinheiro com a morte da vereadora. Seja como for, a produtora está em seu direito, o que resta é saber: Vai ter Lei Rouanet?