Folha já começa ano com notícia falsa e cita “possível impeachment de Trump fomentando mercado”

0
1358

Pode parecer incrível, mas a Folha lançou (às 2:40 do dia 1 de janeiro de 2018), sua primeira notícia falsa sobre Trump. O título é: “Chance de impeachment de Trump fomenta mercado”.

Só que quando lemos a matéria vemos que o “eventual impeachment” de Trump “ainda pertence ao plano das possibilidades na política”. Ou seja, é a mesma possibilidade de alguém morrer somente pelo fato de estar vivo. Não deveria nem ser notícia.

Só que aí eles dizem que “se a causa ainda não ganhou contornos de urgência no Congresso, o mercado está em polvorosa”.

Mas o que seria esse mercado? Eles citam livros de esquerdistas falando sobre “como causar impeachment de Trump”. Bem, mas isso é desejo de todo esquerdista sempre que um governo adversário assume. De novo, não é notícia.

 

E daí a matéria tem que reconhecer que “para quem acompanha o Congresso, no entanto, a chance atual de impeachment é, na prática, pequena”.

“Não há fumaça”, diz o cientista político Arthur Lupia, professor da Universidade de Michigan. Segundo ele, a investigação do FBI sobre o suposto conluio de Trump com os russos ainda não trouxe elementos probatórios significativos contra o presidente.

E vem mais confissão: “Politicamente, a hipótese de o impeachment ser aprovado também é remota, já que os republicanos têm maioria no Congresso”.

Lupia complementa: “Há público para isso [lançamento de livros]. Mas, politicamente, não há chance”, diz Lupia.

Que vergonha, Folha, que vergonha…