Globo faz novo truque para fingir que movimento “Agora!” une esquerdistas e direitistas

0
1403

O Jornal O Globo tenta um novo truque para fingir que o movimento esquerdista “Agora!” seria uma “união entre direita e esquerda”.

A matéria, intitulada “Movimento ‘Agora’ une progressistas e liberais” é recheada de logro do início ao fim.

Aliás, o logro foi bem malfeito, pois a matéria estampa a foto de Ilona Szabó, conhecida por sua ligação com ONG’s de extrema esquerda que chegam ao ponto de defender o Estatuto do Desarmamento, que só serviu para facilitar a vida dos bandidos. Toda a pauta de extrema esquerda em relação ao crime – incluindo a manutenção da impunidade total de menores – é defendida por Ilona. Assim, que tipo de direitista se uniria ao “Agora!”?

A matéria afirma: “Com fundadores de polos opostos, como um ex-integrante dos governos Lula e Dilma e outro que faz parte do governo Temer, e de perfis heterogêneos, como o idealizador da Parada Zen e o presidente do Grupo Iguatemi de shoppings, o movimento ‘Agora!’, que defende a renovação da política, pretende propor uma agenda para o país, lançar candidatos que defendam essa plataforma nas eleições e oferecer quadros técnicos para compor governos a partir de 2019”.

Notaram a vagueza? O termo “renovação da política” não explica claramente suas pautas, pois tem vergonha de exibi-las. Devem estar trabalhando na construção de narrativas neste momento.

Ilona Szabó, diretora executiva do Instituto Igarapé — um centro de estudos dedicado à agenda de extrema esquerda para o crime — faz de tudo para fingir que os integrantes do grupo possuem “diferentes matizes ideológicas”.

Um truque de narrativa é dizer que o “Agora!” quer acabar com a polarização, mas grupos que defendem a estratégia do esquerdismo globalista chegam a defender o uso de “antifas” para bater em direitistas. Isso já ocorre nos Estados Unidos e na Europa.

Claro que o “Agora!” tenta arrumar empresários para viabilizar sua agenda de esquerda. Lula já fez isso em 2002 quando escreveu sua “Carta aos Brasileiros”. Só que um dos fundadores do movimento é Beto Vasconcelos, ex-chefe de gabinete da ex-presidente Dilma Rousseff e ex-subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil do ex-presidente Lula.

Aguarde, pois muitos novos truques serão tentados por esse pessoal do “Agora!”. É só estar pronto para desmascarar todas as armadilhas.

Um dos principais ardis é convocar alguns tucanos (justamente aqueles mais ligados ao esquerdismo e o capitalismo de compadrio) para fingir que são “de direita” em união com a esquerda. Risível.

Uma pergunta: será que Ilona Szabó estaria disposta a abandonar sua agenda de extrema esquerda para o crime “em nome da convergência”? Claro que não. Só isso já mostra que o papo de “fim da polarização” não existe para esse pessoal.