Líder do Podemos espanhol reclama de machismo na ciência mas seu partido não dá posições importantes para as mulheres

0
250

Pablo Echenique, líder do Podemos na Espanha, que por sua vez é aliado internacional do PSOL, tentou “lacrar” com a militância no Twitter afirmando que o meio científico é machista, pois só há 20% de mulheres em postos estratégicos. Uma internauta, entretanto, lembrou que o partido dele não está num patamar muito diferente.

Há, ainda, uma questão a ser levada em conta: não há qualquer impedimento para que mulheres entrem no meio científico, ao menos não no mundo ocidental. Se não há muitas mulheres na ciência a probabilidade maior de todas é a de que elas, em geral, possuem menos interesse no tema do que os homens. Em um partido, entretanto, é fácil colocar mulheres na liderança, pois basta querer.