Requião cria situação ridícula ao fechar “frente” para disputar em aliança com PDT e PT

0
175
Créditos da foto: Geraldo Magela/Agência Senado

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) segue montando uma daquelas tais “frentes únicas”. Nesse caso, é no Paraná para disputa ao cargo de governador em 2018. Ele já fechou acordo com o PDT e agora negocia com o PT. As informações são do blog petista do Esmael.

Nesta segunda (4), Requião almoçou o presidente estadual do PT no Paraná Dr. Rosinha.

Na última sexta, ele já tinha procurado o ex-senador Osmar Dias, presidente estadual do PDT no Paraná.

Segundo o blog do Esmael, “a frente única deverá reunir PMDB, PDT e PT.” E mais: “Ainda tem espaço para PV, Rede, PPL, PCdoB, dentre outras agremiações” dispostas a adotar os projetos bolivarianos.

O problema vai ser ele convencer o PMDB de que deve ficar por lá, uma vez que o PMDB parece motivado a dar cabo daqueles que estão no partido apenas para satisfazer aos desejos da extrema esquerda. Basta ver o caso de Kátia Abreu.

Considerando a alta rejeição que a extrema esquerda vem adquirindo no Paraná, a tal frente única pode ter que se contentar em ser uma mini-frente de extremistas.