Revista Época tenta lacrar mas chama Pablo Vittar e as drag queens de “reis do carnaval”

0
2950

Poucos artistas hoje são mais significativos para o esquerdismo moderno do que Pablo Vittar, que é usado como ícone da guerra de classes entre gays e héteros.

Claro que toda a rivalidade é puramente teatral, mas gera engajamento. No caso de Vittar, está gerando muita grana.

Nessa toada, a Revista Época – que adora o esquerdismo de tons globalistas – lançou a seguinte capa:

Epa, epa…

Isto é um ato falho.

Rodrigo Constantino comenta:

Em que pese a turma do Projaquistão confundir sua bolha “progressista” com o mundo, vale notar que o pessoal da revista comeu mosca, dormiu no ponto, cometeu ato falho: REIS?! Então reconhecem que não é “ela”, mas sim ELE? Isso vai fazer a revista da GLOBO perder uns pontos na marcha das “minorias oprimidas”, sem dúvida…

PS: Rei, para mim, é Elvis, Pelé etc. Esse aí é no máximo um bobo da corte…

Enfim, uma baita pisada na bola.

É um daqueles momentos divertidos em que os lacradores tentam capitalizar com um teatrinho e se dão mal.