TSE é o ponto da pressão: se precedentes forem seguidos, Lula não poderá concorrer

0
510

Segundo a lei da Ficha Limpa, a candidatura de Lula jamais poderá ser aceita. Ao menos é o que indicam os precedentes até o momento.

De acordo com a própria Folha, maior site petista da grande mídia, foram ao todo sete casos julgados entre 2010 e 2014 nos quais a lei foi aplicada. Em seis deles as candidaturas foram negadas porque os pretensos candidatos tinham ficha suja. O único caso que não foi impedido ocorreu porque o período de oito anos de inelegibilidade já havia prescrito, ou seja, a lei já não se aplicava mais.

Sendo assim, sabe-se que há uma jurisprudência muito clara que desfavorece o interesse petista. Se mesmo assim o TSE aceitar o registro da candidatura de Lula, isso significaria uma clara violação da lei eleitoral. É por isso que o ponto de pressão, além do Supremo pela efetiva prisão do petista, é o Tribunal Superior Eleitoral, que pode e deve impedir que Lula se candidate de acordo com a lei.