Venezuelanos estão comendo comida de cachorro, diz ONG

0
843

A Provea, ONG de defesa dos direitos humanos, percorreu supermercados em Caracas e constatou que os venezuelanos começaram a consumir comida para cachorro e ração de galinha. Nesta quinta-feira, quatro pessoas morreram em saques e confrontos com a polícia causados pela falta de comida, aumentando para sete o número de mortos nas últimas duas semanas. As informações são do Estadão.

Um dos diretores da Provea, Carlos Patiño, disse que rumores de que a população estava consumindo comida para animais fizeram a ONG percorrer vários supermercados de Caracas, nos últimos dias de dezembro e no início de janeiro.

Eles constataram a presença de uma espécie de embutido congelado para cachorro sendo comercializado nas gôndolas, em lugar de carne para consumo humano.

Ao entrevistar as pessoas que compravam o produto, os pesquisadores escutaram histórias parecidas envolvendo receitas diferentes.

Alguns entrevistados disseram que preparavam a comida para cachorro com ovos mexidos. Para disfarçar o sabor, outros faziam uma gororoba com arroz.

“As pessoas estão comendo uma espécie de salsicha para cachorro. É uma mistura de partes não comestíveis do frango: ossos triturados, penas, pele e cartilagem”, disse Patiño. “Médicos que consultamos afirmam que o consumo humano desse tipo de produto é altamente perigoso, porque o processamento não segue padrões de higiene.”

Além de ração para cachorros, pessoas também estão consumindo ração para galinhas. Ela é usada para substituir o arroz, por ser mais econômica e render mais.

Mas de uma coisa podemos ter certeza: Nicolas Maduro e os lacaios que dão apoio ao seu governo comem do bom e do melhor.

Este é o socialismo: o mais desigual dos sistemas criados pela humanidade.